quinta-feira, setembro 23, 2010

MITOS

Ao mastro agrilhoado com cadeias,
Lutando contra o mar, tempestuoso,
Ulisses, por destino, corajoso,
Fugia do encanto das sereias.
.
Penélope tecia, sem parar,
Enquanto acontecia a sua espera,
Zelosa, no Olimpo, andava Hera,
Eolo, furioso, sobre o mar.
.
Os deuses, esperando que o desvelo
Apresse e ponha fim nesse novelo
De que depende a vida do herói,
.
Não sabem que Penélope porfia
E, se tecendo vai durante o dia,
À noite esse trabalho ela destrói.
.
Vítor Cintra
Do livro ENTRE O LONGE E O DISTANTE

2 comentários:

Antonielson Sousa disse...

Olá, sou Antonielson Sousa criador do blog Alma do Escritor, e venho lhe informar que o mesmo passa por problemas devido a conta da Yahoo. Mas venho também comunicá-lo(a) que estamos com um novo blog no ar, que tem como finalidade ajudar escritores, principalmente os novos escritores, com dicas, concursos, publicações e também divulgando seus trabalhos.

Contamos com sua ajuda para divulgação do blog Escritores Aqui. Adicione-o e fique por dentro das novidades.

Grato,

Antonielson Sousa

Zélia Guardiano disse...

Lindo, lindo, lindo!!!
Bravo!
Abraço