segunda-feira, setembro 06, 2010

AFAGOS

São ditos, são gestos,
Intensos, modestos,
São tudo, ou os restos,
De cada sentir;
Paixão reprimida,
Ou mágoa sentida,
Adoçam a vida,
Fazendo sorrir.
.
Ardentes e ledos
Desvendam segredos,
Desfazem os medos
E, logo a seguir,
Despertam sentidos;
Desejos, contidos
Em sonhos vividos,
Irão descobrir.
.
Vítor Cintra
Do livro ENTRE O LONGE E O DISTANTE

1 comentário:

Sonhadora disse...

Meu querido Victor
Quanto sentimento, neste belo poema.
tinha saudades de te ler.

beijinhos
Sonhadora