terça-feira, outubro 27, 2009

FLORES















Não há lágrimas nas flores
Mesmo quando o tempo é triste,
Há beleza, que persiste
Nos matizes e nas cores.

Há encanto nos odores
E um toque de ternura,
Que enternecem na amargura
E cativam nos amores.

Não há lágrimas nas flores,
Há somente uma magia,
Que renasce a cada dia.

Nos festejos, ou nas dores,
Elas são o sentimento,
São conforto, são alento.


VITOR CINTRA

do livro " Entre o Longe e o Distante "