sábado, janeiro 17, 2009

MOSTROU-TE



Mostrou-te a vida um sorriso
Quando soubeste entender
Que vale a pena viver
Com pouco, além do preciso.
.
Mostrou-te a vida a beleza
Das coisas simples do mundo,
Cujo sentido é profundo
Dentro da mãe natureza.

Mostrou-te a vida a ternura
Que sempre se faz sentir
Olhando a rosa a florir;

Mostrou-te toda a candura
Que surge, feita bonança,
Nos olhos duma criança.

VITOR CINTRA
do livro " Murmúrios "


5 comentários:

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

O AMOR
Amo o amor que se reparte
em beijos, leito e pão.
Amor que pode ser eterno
mas pode ser fugaz.
Amor que se quer liberar
para seguir amando.
Amor divinizado que vem vindo
Amor divinizado que se vai.

Pablo Neruda

Passei para desejar-lhe um final de semana cheio de amor e felicidade.
Abraços

FERNANDA & POEMAS disse...

QUERIDO VITOR, MAGNÍFICO SONETO... SIMPLESMENTE SUBLIME... UM GRANDE ABRAÇO,
FERNANDINHA

FERNANDA & ASTROLOGIA disse...

QUERIDO VITOR, PASSEI PARA DEIXAR-LHE UM GRANDE BEIJINHO E UMA BOA TARDE,
FERNANDINHA

Ana Martins disse...

"...Mostrou-te toda a candura
Que surge, feita bonança,
Nos olhos duma criança."

Belíssimo, adorei!

Beijinhos,
Ana Martins

Hermínia disse...

Gosto muito de todas as suas poesias, mas esta tocou-me profundamente.
Bom Natal e um óptimo Ano Novo