sexta-feira, fevereiro 08, 2013

T R I S T E ... S I N A

(imagem recolhida na internet)


           Meu Portugal pequenino

Tão maltratado, tu andas!

Falta um poder genuíno,

Que ponha fim às bolandas.

 

Quem, noutro tempo, com sangue,

Te quis ver nobre e honrado,

Deixou de ver-te ser grande

P’ra te ver enxovalhado.

 

Berço de heróis e de santos,

Já te chamaram outrora,

Mas, trastes, nunca houve tantos,

Como coirões tens agora.

 

Que grande e triste é a sina

Desta nação pequenina.
 
 
Vítor Cintra
          Do livro: AO SABOR DO INSTANTE.

4 comentários:

Papoila disse...

Olá!
Depois de uma longa pausa por circunstâncias várias da vida estou de regresso ao campo "aos Passinhos" e revisito os amigos.
Um belo poema que tão bem retrata a situação actual do nosso país.
Beijo

soessencias.net disse...

Olá!
Passei para conhecer seu blog ele é notº 10, muito maneiro com excelente conteúdo gostaria de lhe dar os parabéns pelo seu blog e desejar sucesso
Um grande abraço

Anónimo disse...

Olá Vítor! Venho por este meio comunicar-lhe que perdi minha conta de e-mail, em virtude da mesma ter sido roubada por alguém sem escrúpulos. Enfim, há pessoas que se divertem causando mal aos outros. Vou criar uma nova conta de e-mail e voltarei aqui para lhe comunicar qual é. Sua encomenda já chegou, e será de grande utilidade. Espero que a minha não demore. Muito obrigada, prezado amigo!
Um abraço, daqui do Rio de Janeiro.
Ana Ferreira.

António Jesus Batalha disse...

Estive a ver e ler algumas coisas, não li muito, porque espero voltar mais algumas vezes, mas deu para ver a sua dedicação e sempre a prendemos ao ler blogs como o seu.
Gostei de tudo o que vi e li.
Vim também desejar muita paz,saúde e grandes vitórias.
São os votos do Peregrino E Servo.
Abraço.