segunda-feira, setembro 05, 2011

NOTÍCIA

(imagem recolhida na internet)
.
Andou de mão em mão, de boca em boca,
Correndo o mundo inteiro, coisa louca,
Jornais, televisões, num diz que disse,
Até que ninguém mais o repetisse.
.
Surgiu e fez furor, gerou intrigas,
Cresceu, foi novidade entre as amigas,
Valeu untervenções politiqueiras,
Governo, oposição, tecendo asneiras.
.
Depois de muito brado e muita tinta
Chegou, por fim, o tempo de morrer
Por nada mais haver para dizer.
.
E embora muita gente ainda sinta
Que muito se falou só por malícia,
Diana já deixou de ser notícia.
.
Vítor Cintra
Do livro: AFAGOS

3 comentários:

Maria da Luz Borges disse...

Mas ainda está presente no coração de muitos!

Anónimo disse...

Longe das luzes da ribalta, mas tão viva nos nossos corações! Lindos demais os seus versos em homenagem a Diana. Um abraço, meu caro Vitor. Ana Ferreira.

Rodrigo disse...

Olá passei para conhecer seu blog ele é muito maneiro super organizado com ótimo conteúdo gostaria de parabenizar pelo ótimo trabalho voltarei mais vezes no seu encantador blog que DEUS ilumine seus caminhos e de seus familiares
Desejo muito sucesso