domingo, junho 05, 2011

DEDICATÓRIA

.
Nestes poemas que escrevo,
Há muito mais que saudade,
Há protestos, há enlevo,
Há paixões que trago e levo,
Lembranças da mocidade.
.
Muitos falam de alegrias,
Quantos de mágoas, também,
Outros lembram-me bons dias,
Terras, gentes, nostalgias
E muito amor por ti, Mãe.
.
Vítor Cintra
No livro: ENTRE O LONGE E O DISTANTE

2 comentários:

Sonhadora disse...

Meu querido Victor

Um poema pleno de amor e ternura...a nossa mãe vive em nós enquanto por cá estivermos.

Deixo um beijinho
Sonhadora

Isabel Preto disse...

Tanta ternura...e um rosto tão lindo, como é o de todas as mães.
Beijinhos.