quinta-feira, agosto 20, 2009

INTIMIDADE poema de VITOR CINTRA




As mãos que acariciam o teu rosto
E moldam com ternura, lentamente,
As formas dos teus seios e o ventre,
Despertam-te desejos, e a teu gosto
Acendem no teu corpo um fogo, posto
Em ondas de paixão, que se agitam.

A ânsia que domina os teus sentidos
E alastra, nesse fogo, pl´las entranhas,
Eleva-te mais alto que as montanhas,
Até que, com suspiros e gemidos,
Derramas-te em orgasmos repetidos
Às mãos que te dominam mas encantam


VITOR CINTRA


do livro " Pedaços do Meu Sentir "
(à venda nas livrarias )

3 comentários:

cristal de uma mulher disse...

Para mim tudo é perfeição como um poderoso sonho real..Beijos eternos estou apaixonada por tudo

Manu disse...

Olá Poeta! Depois de ter encontrado este seu espaço e me ter encantado pela sua poesia, fui à procura do seu livro "Pedaços do meu sentir". São 80 poemas curtos mas com muito sentimento. Obrigado pelos pedaços do seu sentir. Bom fim de semana.

Manu disse...

Olá poeta! Obrigado pelo seu comentário. Gostaria apenas de lhe dizer que essa paixão pela poesia existe de facto e pode comprová-lo em todos os meus blogues. Sobre o seu livro pode saber a minha opinião em http://manulomelino.blogs.sapo.pt/
o meu blogue de "crítica" literária. Forte abraço.