quinta-feira, maio 28, 2009

CHEIRO





Teu corpo, poema ardente.
Frenética rima de ais,
Aurora, pedindo mais,
Com louco vigor, fremente.

Teu rosto, sorriso aberto,
Promessa, sonho, desejo,
Tornando-se a cada beijo
Tão quente, quanto tão certo.

E o dia feito uma hora,
Por entre os ais e os gemidos,
Festim, sem par, dos sentidos.

Mas, quando te vais embora,
Só fica o teu cheiro, intenso,
Enchendo o vazio imenso



VITOR CINTRA

Do novo livro " PEDAÇOS DO MEU SENTIR "



À venda nas livrarias, consulte:
  • Editora Temas Originais
  • 4 comentários:

    FERNANDA & POEMAS disse...

    QUERIDO AMIGO, BELÍSSIMO SONETO... O MEU GÉNERO LITERÁRIO PREFERIDO... ADOREI!!!
    ABRAÇOS DE AMIZADE,
    FERNANDINHA

    Maria Isabel disse...

    >que mais posso desejar...
    >um canto acolhedor...
    >uma música enebriante...
    >e este soneto belíssimo...Amei..
    >amigo, grande abraço,
    >Maria Isabel

    lili laranjo disse...

    dia mundial da criança...


    CRIANÇA... CRIANÇA

    Criança verdade...
    Criança vida...
    Criança...criança...
    E nós adultos...
    Passamos ao lado...
    E não sabemos...
    Que criança...
    Não se defende...
    Mas chora...
    Sofre...
    E muitas vezes...
    Ao nascer...
    Deixa logo...
    De ser criança...


    Lili Laranjo

    Sonia Schmorantz disse...

    "Conte a sua história ao vento,
    Cante aos mares para os muitos marujos;
    cujos olhos são faróis sujos e sem brilho.
    Escreva no asfalto com sangue,
    Grite bem alto a sua história antes que ela seja varrida na manhã seguinte pelos garis.
    Abra seu peito em direção dos canhões,
    Suba nos tanques de Pequim,
    Derrube os muros de Berlim,
    Destrua as catedrais de Paris.
    Defenda a sua palavra,
    A vida não vale nada se você não
    viver uma boa história pra contar."
    (Pedro Bial)

    Na impossibilidade de entrar em detalhes, como eu gostaria imensamente como todos amigos que tenho, venho trazer um pouco de poesia e desejar que seu domingo, sua nova semana seja de mil cores, que tenhas muitas alegrias!

    Um abraço

    Sônia