sábado, dezembro 27, 2008

RECORDAR



Tentei lembrar-me do tempo
Em que eras feliz um pouco,
Cabelos soltos ao vento,
Na face um sorriso louco.

Sem nada levado a sério,
Nos olhos teus, a ternura
Não tinha qualquer mistério,
Sonhava com aventura.

Aberto fora o caminho
Trilhado na vida então,
Por ordem do coração;

Lembranças do teu carinho...
Nem grandes são, nem pequenas...
Sao só lembranças, apenas.


VITOR CINTRA
do livro " Recados "

6 comentários:

Elsa Martinho disse...

Gostei.

:)

Desambientado disse...

Também gostei.
Penso que já deixei no outro blog a mensagem de ano novo. De qualquer forma aqui vai de novo.

Votos de um feliz 2009, Ano Internacional da Astronomia. Que os astros se conjuguem para lhe trazer tudo de bom.

Não se perca a felicidade,
Ou os anseios de amizade,
No Novo Ano ansiados,
Mas sempre retardados,
Pela guerra que se faz,
Sob este manto de estrelas,
Sem se perceber que há nelas,
Um desejo de cheiro a paz.

Félix Rodrigues

Jevan Siqueira - Regina Helena disse...

Ola, gostaria de obter os dados bibliográficos do poeta bem como a relação dos livros publicados. Isso para prestar uma homenagem na Comunidade Biografia e Poesia Portuguesa.

Abraços.

Menina do Rio disse...

Esse eu ainda não conhecia... Uma surpresa feliz!

Há tanto de nós nessas lembranças...

Nem grandes, nem pequenas, mas todas muito boas!

Tem um Feliz 2009 também e obrigada por estares junto a mim

Um beijo

Å®t Øf £övë disse...

Vítor,
Nós somos feitos de lembranças e recordações, porque nunca podemos renegar o nosso passado, porque ele fez de nós aquilo que hoje somos.
Abraço.

anareis disse...

Boas entradas de ano.Estou fazendo uma campanha de doacões pra montar uma minibiblioteca comunitaria na minha comunidade carente aqui no Rio de Janeiro,preciso da ajuda de todos>Doacões no Banco do Brasil agencia 3082-1 conta 9.799-3 Que DEUS abencoe todos nos.Meu e-mail asilvareis10@gmail.com