sábado, janeiro 03, 2009

ABRAÇO



Nos braços do teu abraço,
Sem peias, nem embaraço,
Descanso, no meu cansaço,
As ânsias do coração.

Desfaço tudo o que faço
Do sonho, quando te enlaço,
Ou deito no teu regaço
Tristezas da solidão.

Mas passo, e depois repasso,
O rumo que cada passo
Impondo vai, neste laço.
E cresce a exaltação.


VITOR CINTRA
do livro " Murmúrios "

8 comentários:

. fina flor . disse...

um abraço pode conter tantos mistérios, não?

beijos e feliz ano novo, querido

MM.

Naty disse...

Amiga(o) que em 2009 a Felicidade adopte seu coração, que o Carinho resida em seus caminhos, que os Amigos Leais se multipliquem, e que a Paz e amor se faça presente Sempre em sua vida, nossas vidas, para todos e para o mundo...beijos com amizade e carinho da naty

Å®t Øf £övë disse...

Vítor,
Às vezes a felicidade pode estar à distância de um simples gesto, como por exemplo um abraço.

Maria Clarinda disse...

Lindo o poema e a estátua com que o ilustras.
Parabéns. Jinhos

Carla disse...

um abraço que nos inunda paz...a leitura deste belo poema
beijos e um bom ano

António Silva disse...

ola este blog está muito bem conseguido gosto dos enlaços dos poemas..


http://poesia-a-nascer.blogs.sapo.pt/

Iscte 72-77 disse...

Este blog é um must... adoro

Menina do Rio disse...

Quanta coisa pode caber num abraço!
Desde o repouso ao extase!

Bom ver-te em 2009
Que te seja um ano pra lá de Feliz

Um beijo