sexta-feira, novembro 19, 2010

SENTI

São tuas
as mãos que acariciam a dor,
deslizam no corpo,
acendem calor;
São teus
os sorrisos que deixam sabor
de paz e conforto,
que geram vigor.
.
E teus
são os sonhos, que aquecem a alma
e fazem o tempo
parar num momento;
E tuas
as tardes que despertam a calma
E um sopro de alento
No meu eu, sedento
de ti
e do que senti
.
Vítor Cintra
Do livro: ANALOGIAS

1 comentário:

Maria disse...

Amigo que poema maravilhoso.
Tenha um fim de semana cheio de alegria e paz.
Beijinhos
Maria